quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Aécio insiste em decisão rápida ou será candidato ao Senado

Da Agência Reuters, em O Globo:
Mesmo após conversa no fim de semana com o presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra, o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, manteve sua exigência de que o partido defina até dezembro o candidato tucano à sucessão presidencial. Aécio disse que, fora deste prazo, vai concorrer ao Senado.
"Até o final do mês de dezembro contem comigo", disse Aécio a jornalistas nesta terça-feira referindo-se à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2010.
Aécio acredita que uma decisão em março, como deseja o governador de São Paulo, José Serra, outro interessado ao posto de candidato a presidente pela legenda, compromete a articulação de alianças.
"Se o partido optar, e eu respeitarei essa decisão, por alongar um pouco mais esse prazo eu vou voltar-me integralmente para Minas Gerais... A forma de eu poder e até tentar dar ou ajudar a dar aqui, ao lado dos meus companheiros, uma vitória a um outro candidato do PSDB seria mergulhando aqui na nossa campanha, sendo candidato ao Senado", esclareceu.
Leia mais em Aécio insiste em decisão rápida e diz que pode se candidatar ao Senado

É falsa a notícia sobre a agressão de Aécio à namorada em festa

É falsa e tem objetivos políticos eleitorais a notícia de que o governador de Minas, Aécio Neves, pré-candidato à presidente pelo PSDB, teria agredido a namorada, a estilista Letícia Weber, em uma festa no Hotel Fasano, no Rio de Janeiro.

É o que revela a apuração dos fatos feita por dois dos jornalistas políticos mais bem informados do país: Ricardo Noblat, do Blog do Noblat, e o Lauro Jardim, editor da coluna Radar, da revista Veja e do Portal Abril.com.

Eles apuraram os fatos, conversaram com pessoas que participaram da festa e apontam as motivações políticas entorno da divulgação da notícia.

Ricardo Noblat – 02/11/2010, em seu Twitter : www.twitter.com/blogdonoblat

Passei o dia atrás da história da suposta agressão de Aécio Neves à namorada. Ouvi 6 pessoas que estavam na festa do hotel Fasano.
Resposta delas: não viram nada. Há pouco, localizei Aécio e a namorada, Letícia. Os dois passam o fim-de-semana em Florianópolis.
"Isso é uma nojeira. Não aconteceu nada. Meu azar foi me apaixonar por um político," me disse Letícia. Aécio não quis comentar.
Letícia disse mais: "isso me parece exploração política." Berzoini, presidente do PT, deu a notícia no seu twitter.

Lauro Jardim - Blog Radar on-line - 03/11/2009 - 6h02
http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/eleicoes-2010/comecou-a-baixaria/

Começou a baixaria - Eleições 2010
A insidiosa campanha de boatos na internet sobre Aécio Neves, que circula cm força na web desde o fim de semana, visa a atingir exatamente a característica mais festejada do governador mineiro: a capacidade de conciliação e de entendimento entre contrários.
A baixaria tenta também alcançar outra de suas marcas atestadas nas pesquisas de opinião - a boa imagem junto ao eleitorado feminino.
Enfim, está inaugurada no final de 2009 a era de baixarias na campanha 2010.

A patrulha da lama se assanha

O tabuleiro eleitoral começa a se compor. As tropas de lado a lado se aprontam.
E a patrulha da lama se assanha. Campanha eleitoral é com ela mesma.Ataques pessoais constituem arma das mais delicadas e perigosas de uma disputa eleitoral. São faca de dois gumes.
Não são poucos os casos de ataques pessoais que provocaram efeito bumerangue, ou seja, voltaram-se contra o atacante, prejudicando-o mais do que à vítima.
A vitimização do adversário é consequência bastante comum, e muito temida.
Por isso, estrategistas de campanha hesitam em usar dossiês, denúncias e outros artefatos do arsenal que pode ser mobilizado em campanhas eleitorais.
No ataque pessoal, a dosagem é questão crucial. Uma denúncia bem feita, uma suspeita bem lançada – em geral pela imprensa – podem ter resultados devastadores.
São inúmeros os exemplos de candidaturas abatidas em pleno vôo -- ou ainda taxiando na pista. Na eleição presidencial de 2002, foi devastadora a visão de uma montanha de dinheiro encontrada no escritório do marido da pré-candidata Roseana Sarney.
Até hoje mal explicada, aquela dinheirama foi fatal para as pretensões presidenciais de Roseana.
E até hoje, o senador José Sarney está convencido de que José Serra estava por trás da denúncia contra sua filha.
(Aliás, é curioso constatar que no Brasil metade das malfeitorias políticas é atribuída a José Serra, enquando a outra é atribuída a José Dirceu". Quando não, "coisa dos dois" em conluio.)
Assim como também foi devastadora a revelação do “escândalo Miriam Cordeiro”, quando, às vésperas da eleição de 1989, uma ex-namorada de Lula veio à TV afirmar que ele tinha tentado convencê-la a fazer aborto.
A aparição da ex-namorada foi armada pelo adversário, pela tropa de choque a serviço de Fernando Collor. (O senador Renan Calheiros, hoje aliado íntimo do presidente Lula, deve se lembrar bem desse episódio.)
Nas eleições de 2006, o PT colou no candidato do PSDB a pecha de privatista, entreguista, alguém que “vendeu o patrimônio do povo brasileiro na bacia das almas”.
Resultado, o candidato Geraldo Alckmin passou o resto da campanha vestido com um constrangedor colete com selos de todas as estatais, pisoteou o legado de Fernando Henrique... E os tucanos nunca mais conseguiram explicar por que se decidiram pela privatização.
Ataque pessoal não é coisa para amador. Ao contrário, é trabalho para profissional altamente competente.
Em geral, o ataque pessoal segue uma regra de ouro: nunca, nunca mesmo, parte do candidato adversário. Os ataques são sempre terceirizados.
É para isto que existe, em todas as campanhas, a patrulha da lama. É ela a encarregada de espalhar denúncias, calúnias, insultos, verdades, mentiras.
Com a disseminação da internet, calúnias e insultos percorrem a rede em velocidade estratosférica. Blogs, twitters, redes de relacionamento, tudo contribui para espalhar tanto a boa notícia quanto a lama.
Alguns partidos já possuem tropas treinadas. Tarefeiros remunerados ou voluntários que "estacionam" em certos blogs e sites -- ou são seus titulares --, espalhando veneno e promovendo verdadeiros linchamentos virtuais.
Preço pequeno a pagar pela liberdade de expressão. E vale a pena pagar.
No Brasil, os marqueteiros espalharam a ideia de que "quem bate perde". Nem sempre é verdade. Os danos podem ser fatais.
Por isso mesmo, a patrulha da lama se faz presente e todas as eleições. Cada vez mais disseminada e sofisticada.
Sob este aspecto, podemos dizer que a campanha eleitoral de 2010 já começou.
A notícia de que o governador Aécio Neves teria esbofeteado a namorada numa festa no Rio de Janeiro espalhou-se pela internet em altíssima velocidade.
A namorada negou tudo, pessoas presentes à festa não viram nada, além de um escorregão da moça na pista de dança, o governador chegou a falar no assunto em indignada entrevista coletiva (era a respeito de outro assunto, mas a pergunta foi inevitável. E ele não se furtou a responder.)
Mas a notícia continua a se multiplicar pela internet.
Junto com a notícia veio a especulação: "já é coisa de Serra, para anular as chances de Aécio?"
"É coisa de José Dirceu, temeroso de que o candidato seja Aécio?"
"É coisa dos dois, que continuam se dando muito bem?"
Não se sabe.
A única coisa que se sabe é que a patrulha de lama da campanha eleitoral de 2010 já entrou em campo.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Aécio Neves se reúne com Tony Blair em Los Angeles

Governador também se reuniu com vice-presidente da Boeing, que estuda a possibilidade de transferir seu centro de manutenção para o entorno do aeroporto de Confins


O governador Aécio Neves se reuniu nesta sexta-feira (02/10), em Los Angeles com o ex-primeiro ministro da Inglaterra, Tony Blair. Os dois participaram na cidade da 2ª Segunda Cúpula dos Governadores sobre Clima Global, evento organizado pelo governo da Califórnia e co-promovido por outros seis estados norte-americanos, sobre meio ambiente e desenvolvimento sustentável. Eles discutiram experiências que têm sido adotadas no campo da sustentabilidade econômica.
“O ex-primeiro-ministro Tony Blair tem assumido um papel de liderança extremamente importante no debate de temas essenciais ao futuro do planeta, como a questão ambiental e também a questão do multilateralismo. Ele mostrou um conhecimento profundo das transformações que vêm ocorrendo no Brasil e destacou o papel cada vez mais decisivo que o Brasil vem exercendo, inclusive na comunidade internacional”, destacou Aécio Neves.


Íntegra da matéria:
http://www.agenciaminas.mg.gov.br/detalhe_noticia.php?cod_noticia=28518

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Encontro de Lideranças Tucanas em São João Del Rei







O PSDB Mulher de Minas Gerais promoveu na última sexta-feira, dia 7, no Memorial Tancredo Neves, em São João Del Rei, o 1º Encontro de Lideranças Tucanas do Campo das Vertentes. Participaram prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, lideranças e militância de dez municípios da região (Coronel Xavier Chaves, Tiradentes, São João Del Rei, Barroso, Lavras, Conceição da Barra de Minas, São Tiago, Santa Cruz de Minas, Ritapólis, e Lagoa Dourada), Também estiveram presentes a presidente do PSDB Mulher de Minas Gerais, Eliana Piola, o deputado estadual Domingos Sávio, Rômulo Viegas e Boldonedo Napoleão.
Na ocasião foi empossada a diretoria do PSDB Mulher dos municípios de São João Del Rei, Coronel Xavier Chaves, São Tiago, Santa Cruz de Minas e Lagoa Dourada.
Para a presidente das tucanas mineiras, Eliana Piola, o encontro do Campo das Vertentes foi o inicio da interiorização do PSDB Mulher. “O sucesso do evento, marcado pela presença expressiva de lideranças e da militância tucana e pelo entusiasmo dos discursos e debates, demonstra que estamos no caminho certo. Não temos dúvidas de que as mulheres tucanas a cada dia se afirmam como parte imprescindível para o fortalecimento do PSDB, sobretudo para as eleições de 2010”, afirmou.
Juventude Tucana
Paralelamente à reunião do PSDB Mulher, a Juventude Tucana também promoveu, no mesmo horário, um encontro na Câmara Municipal de São João del Rei. Participaram lideranças de São Thiago, Lagoa Dourada e Prados, além de São João del Rei. Esses municípios passam a contar agora com uma comissão do Secretariado do PSDB Jovem. Lideranças de Ritápolis também participaram da reunião.
Representando o presidente da Juventude Tucana de Minas Gerais, Reinaldinho Oliveira, Weslei Morais foi o responsável pelo encontro. Ele falou sobre a importância da participação dos jovens na política e ressaltou que a política está presente em todos os momentos da vida das pessoas . “O jovem deve ser instrumento de mudanças e ideais políticos. É preciso que estejam sempre presentes na vida partidária e participantes das decisões e que não sejam lembrados apenas em ano eleitoral. E isso só depende de nós. Precisamos ser atuantes para fazer a diferença”, afirmou Weslei.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Aécio contesta propaganda do governo federal do programa Luz para Todos

Fonte: PAULO PEIXOTOda Agência Folha, em Belo Horizonte

Depois de o governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), reclamar que o governo federal omite na sua publicidade do Luz para Todos a participação dos Estados, a Cemig (estatal mineira de energia) passou a detalhar, em suas propagandas do programa, quanto do investimento é do Estado e quanto é federal, confrontando com a publicidade da gestão Lula.
Em Minas, o Luz para Todos é financiado principalmente pelo Estado, com 64,6% de participação no custo total, de R$ 491 milhões. A União paga R$ 173,8 milhões (35,4%).
Pré-candidato do PSDB à Presidência, Aécio havia dito que não lhe "agrada" a forma como é apresentada a propaganda do governo Lula, "paga pelos cofres públicos federais".
Aécio disse que o governo federal se "apropria" do Luz para Todos, "como se fosse ele, solitariamente, o responsável por esse programa".
O novo comercial da Cemig, veiculado pelo rádio, cita valores e percentuais de cada ente envolvido. Na campanha feita em maio, em vídeo, citava a parceria com o governo federal, sem os detalhamentos.O assunto chegou também ao site do PSDB nacional. Além da crítica do governador, o partido publicou artigo do deputado Domingos Sávio, líder da Maioria no Legislativo de Minas, no qual ele cobra ação do Ministério Público contra a União, exige desculpas do governo federal e pede resposta da Cemig à população.
A Cemig não vinculou a retomada da propaganda no rádio à resposta pedida pelo PSDB. Disse que isso já estava programada para 3 de julho. Quanto ao custo, disse haver convênio com a Associação Mineira de Rádio e Televisão que prevê, a um custo de R$ 400 mil mensais, a veiculação de sete inserções da estatal, diariamente, por 250 emissoras do Estado.
Toda a propaganda do governo de Minas, seja das administrações direta ou indireta, está sob a alçada da Secretaria de Governo, que abriga a Subsecretaria de Comunicação.
O Ministério de Minas e Energia, através da sua assessoria, disse que não iria se pronunciar sobre o assunto.
Na primeira fase do programa em Minas, cerca de 800 mil pessoas foram beneficiadas com a chegada da energia. Na fase atual, serão mais 200 mil.
Leia mais sobre o governador Aécio Neves

Antonio Anastasia lança o programa ProJovem Urbano

O vice-governador Antonio Augusto Anastasia lançou oficialmente, nesta terça-feira, dia 21, o Programa Nacional de Inclusão de Jovens - ProJovem Urbano, em reunião com cerca de 70 prefeitos mineiros, no auditório do Banco de Desenvolvimento do Estado de Minas Gerais (BDMG), em Belo Horizonte. Desenvolvido em uma parceira entre a União e Estado, e com apoio dos municípios, o objetivo do Programa é a inclusão social dos jovens brasileiros de 18 a 29 anos que, apesar de alfabetizados, não concluíram o ensino fundamental. O programa tem duração de 18 a 20 meses.

Paulo Abi-Ackel estréia “Olho Vivo” da JPSDB/MG

O presidente do PSDB de Minas Gerais, deputado federal Paulo Abi-Ackel, foi o convidado de estréia do programa “Olho Vivo”, projeto do Secretariado da Juventude do PSDB/MG que tem como objetivo criar um canal entre os jovens que militam no Partido e as lideranças tucanas. O primeiro “Olho Vivo” aconteceu nessa segunda-feira à noite, dia 20, na sede do PSDB/MG, em Belo Horizonte, e contou com a participação de cerca de 30 filiados que fizeram 15 perguntas ao presidente dos tucanos mineiros.

O deputato respondeu por quase duas horas ....

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Anastasia lança em Belo Horizonte o ProJovem Urbano

O vice-governador Antonio Augusto Anastasia vai se reunir com 70 prefeitos mineiros, nesta terça-feira (21), às 11h, no auditório do Banco de Desenvolvimento do Estado de Minas Gerais (BDMG), quando lançará, oficialmente, o Programa Nacional de Inclusão de Jovens - ProJovem Urbano, desenvolvido em uma parceira entre a União e o Estado, com apoio dos municípios. O objetivo é a inclusão social dos jovens brasileiros de 18 a 29 anos que, apesar de alfabetizados, não concluíram o Ensino Fundamental. O programa tem duração de 18 a 20 meses. O ProJovem Urbano tem a finalidade de executar ações integradas que propiciem aos jovens brasileiros a elevação do grau de escolaridade, visando à conclusão do Ensino Fundamental, qualificação profissional e o desenvolvimento de ações comunitárias com práticas de solidariedade, exercício da cidadania e intervenção na realidade local. Entre 30 e 40 mil jovens serão atendidos em 70 municípios mineiros, com investimento superior a R$ 85 milhões. O governo federal fará a gestão direta nos municípios com mais de 200 mil habitantes, delegando aos estados a implantação e execução nos municípios com número de habitantes inferior a 200 mil. Neste caso, os recursos para execução são viabilizados por meio de transferência direta do governo federal para o Estado, cabendo a este executar o Programa de acordo com as diretrizes exigidas.

terça-feira, 7 de julho de 2009

Aécio sanciona lei que cria Conselho da Igualdade Racial‏

O governador Aécio Neves sancionou nesta terça-feira, dia 7, o projeto de lei que cria o Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Conepir), responsável por políticas de promoção da igualdade racial, com ênfase na população negra, indígena e cigana no Estado de Minas Gerais. O Conselho, que está vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), deverá ainda propor políticas que combatam a discriminação racial, reduzam as desigualdades sociais, econômicas, financeiras, políticas e culturais e ampliem o processo de participação social. O conselho atuará para assegurar a essas populações o acesso à terra, habitação, saúde, educação, esporte, lazer, profissionalização e assistência social. Será ainda responsável pela realização de pesquisas e seminários para avaliar a situação desses segmentos étnicos no Estado, propor novas políticas e zelar pela diversidade cultural da população, através das tradições africanas, afro-brasileiras, indígenas, ciganas e dos quilombolas. Leia mais em Governador Aécio Neves sanciona lei que cria Conselho da Igualdade Racial

Saúde alerta sobre Influenza A na final da Libertadores

Saúde alerta sobre Influenza A na final da Libertadores


A primeira partida da final da Taça Libertadores, envolvendo Cruzeiro e Estudiantes de La Plata, marcada para quarta-feira (8), na Argentina, tem sido assunto constante não só nas discussões sobre futebol. Tudo por causa das ocorrências de Influenza A (H1N1), que no país vizinho já passam de 2.400 casos, e com um quadro de transmissão sustentada admitido pelas autoridades sanitárias argentinas. Uma vez que o jogo está confirmado, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) se reuniu na tarde desta segunda-feira (6), com representantes do clube, torcidas organizadas, Anvisa, Infraero e Administração dos Estádios de Minas Gerais (Ademg), para alertar sobre medidas preventivas contra a doença.

Íntegra da matéria:
http://www.agenciaminas.mg.gov.br/detalhe_noticia.php?cod_noticia=26697

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Governador Aécio Neves recebe ex-presidente Itamar Franco


O governador Aécio Neves se reuniu, nesta segunda-feira, dia 6, no Palácio das Mangabeiras, com o ex-presidente Itamar Franco. Depois, o governador participou, no Salão Nobre da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, da solenidade de filiação do ex-presidente Itamar ao PPS.


Antonio Augusto Anastasia, Vice Governador de Minas Gerais Anuncia Investimentos no Norte de Minas


O vice-governador Antonio Augusto Anastasia visitou e anunciou investimentos do Governo de Minas, nesta sexta-feira (3), em três municípios do Norte do Estado: Itacarambi, São João das Missões e Manga. Em Itacarambi, Anastasia presidiu a solenidade de assinatura para autorização do início das obras da ponte Sangradouro de Pedregulho na comunidade rural Vila Florentina, no valor de R$ 493 mil, sendo 99% dos recursos repassados pelo Estado e 1% pelo município. “Essa ponte é importante porque os habitantes de Vila Florentina estavam isolados e agora, com a obra a ser realizada pela prefeitura, nós teremos em breve essa ponte pronta e as pessoas bem atendidas”, disse o vice-governador.


Íntegra da matéria:
http://www.agenciaminas.mg.gov.br/detalhe_noticia.php?cod_noticia=26677

Governador recebe balanço da Cidade Administrativa


BELO HORIZONTE (03/07/09) - O governador Aécio Neves se reuniu com o presidente da Codemig, Oswaldo Borges, nesta sexta-feira (3), em Belo Horizonte, quando lhe foi apresentado um balanço das obras da Cidade Administrativa. Após o encontro, no Palácio das Mangabeiras, Borges afirmou que o cronograma está em dia e que neste mês de julho será finalizada toda a estrutura de concreto da obra. O Governo do Estado começará a transferir sua estrutura administrativa para a nova sede, no bairro Serra Verde, na região Norte de Belo Horizonte, a partir de dezembro deste ano e janeiro de 2010. Também participaram da reunião, José Carlos Sussekind, do escritório do arquiteto Oscar Niemeyer, que elaborou o projeto, e representantes do consórcio responsável pela obra.


sexta-feira, 3 de julho de 2009

Presidente Tiago do PSDB Jovem e Weslei Morais do PSDB/MG


Tiago Pacheco toma posse como Presidente provisório do PSDB Jovem de Muriaé, sendo assessorado pelo representante do Diretório Estadual do PSDB em Belo Horizonte.
“A participação da juventude de Muriaé e Região é prioridade no trabalho que estaremos desenvolvendo. A partir da próxima semana estaremos montando a chapa com a diretoria definitiva que irá atuar no biênio 2009 – 2011″.

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Aécio Neves recebe os tucanos Sérgio Guerra, e Rodrigo de Castro


O governador Aécio Neves se reuniu, nesta quinta-feira, dia 2, no Palácio das Mangabeiras, em Belo Horizonte, com o presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra, e com o secretário-geral do partido, deputado federal Rodrigo de Castro (PSDB-MG). Em pauta, as prévias do PSDB que foram aprovadas, por unanimidade, na reunião de quarta-feira, dia 1º, pela Executiva Nacional do Partido, em Brasília, para a escolha do candidato à Presidência da República em 2010.
O texto, elaborado pelo deputado Rodrigo de Castro, foi lido na presença de oito senadores e 14 deputados federais, além de integrantes da cúpula partidária. De acordo com as regras, será levado em consideração o peso eleitoral de cada estado para a computação dos votos. Ou seja, estados como São Paulo e Minas, primeiro e segundo colégio eleitoral do país, respectivamente, terão peso maior.




terça-feira, 30 de junho de 2009

Bordadeiras do São Francisco expõem trabalhos em seminário

BELO HORIZONTE (30/06/09) - Durante o II Seminário Internacional sobre Manejo e Controle de Espécies Aquáticas Invasoras, que está sendo realizado no Centro Mineiro de Referência em Resíduos (CMRR), em Belo Horizonte, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) promove a exposição “Bordando o São Francisco”. A mostra apresenta os belos trabalhos de artesãs de Andrequicé – distrito de Três Marias, e de Pirapora.

leia mais em: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/detalhe_noticia.php?cod_noticia=26571

Governador Aécio Neves em entrevista durante evento do Minas Olimpica


Despedida (do governo)?
Acho que daqui para frente é natural que esse clima nostálgico, de alguma forma, esteja presente nesses eventos, e esse para mim tem esse significado especial e até emocional porque estivemos muito próximos de interrompê-lo no início do governo porque o Estado não tinha recursos para bancar sozinho o programa que vinha sendo mantido pelo Governo Federal até o ano de 2003. Foi suspenso, foi interrompido bruscamente sem qualquer informação. Tentamos restabelecer essa relação com o Governo Federal, não conseguimos, mas fizemos um esforço enorme e mantivemos o programa.
Hoje ele se expandiu e é talvez a única alternativa de reinserção social e de novas práticas de cidadania para jovens carentes do interior do Estado que não tinham nem local para essas atividades esportivas, então, fico feliz de ver que durante esses quatro anos o Estado, mesmo solitariamente, conseguiu manter e ampliar ano a ano o programa.
Agora estamos prestes a restabelecer com o Governo Federal essa parceria, mas faremos dois programas, se o Governo Federal, enfim, retomar essa parceria com o Estado, que eu espero que ocorra, manteremos esse programa com o Governo Federal e manteremos esse também pela abrangência que já tem e pela importância que tomou ao longo desses últimos anos.

O senhor parece mais confiante que deixa o governo do Estado no ano que vem. Com a informação que o governador José Serra pode optar pela disputa da reeleição em São Paulo, o senhor seria mesmo o candidato?
Vou deixar isso muito claro. É uma alternativa que obviamente é possível hoje, mas a não ser que eu, enfim, encerre a minha carreira política e não dispute mais nenhuma eleição, é que eu deixaria de sair no final do ano, porque a descompatibilização é necessária para quem não disputa a reeleição. Eu, como não disputo a reeleição até por impedimento legal que felizmente existe e acho que é bom que um governante não fique tanto tempo no governo, 30 de março é o limite para quem vai disputar outra eleição. Presidência é uma possibilidade, para a qual tenho recebido estímulos de várias partes do país, mas é óbvio que não depende de mim. É uma questão que será decidida pelo partido no tempo adequado.
Quando eu digo que deixo o Governo, é obviamente se optar por disputar uma eleição. Pode ser presidencial? Pode, mas pode eventualmente não ser.

O José Serra teria dito que se a ministra Dilma crescer muito nas pesquisas, ele não será candidato. O Senhor também não seria se ela crescer muito, ou o senhor vai de qualquer jeito?
Não tenho essa preocupação e também não acredito que o governador José Serra tenha dito algo assim. Por que ele tem um potencial muito grande. Agora, eu não temo a largada em uma campanha eleitoral. O objetivo da campanha eleitoral é a chegada. Acho que se conseguirmos construir uma grande frente com um projeto novo, moderno, ousado, para o Brasil, temos todas as condições de disputar, vencer as eleições, independente de quem seja o candidato. Não me preocupa, não me aflige e não me atemoriza o eventual crescimento, até porque é natural da candidata do PT. No momento certo, o partido vai tomar a sua decisão, e obviamente se for em direção da minha candidatura, estarei pronto para enfrentá-la.

Amanhã tem a reunião do PSDB em Brasília.
Falei com o senador Sérgio Guerra agora há pouco e, segundo ele me informou, a regulamentação será feita, será noticiada pela executiva do partido nos termos que aqui foi colocado. Não quero me antecipar a isso, porque não é uma regulamentação do governador Aécio Neves, é da direção nacional do Partido. Por isso ela tem relevo, por isso ela tem importância. Vamos aguardar que o presidente Guerra se manifeste oficialmente sobre isso.

Governador como o senhor ouviu a declaração do ministro Mantega de que a redução, que a desoneração do IPI foi limitada porque alguns governadores fizeram a substituição tributária?
Olha, vi enfim, especialmente essa declaração dentro dos jornais de hoje. Acho que os estados têm sido parceiros fundamentais da União ao longo de todos esses anos. É importante se lembrar que quando se faz uma redução, uma eventual redução de IPI, você está tendo, na verdade, tendo a contribuição dos estados.
O IPI é um imposto compartilhado com os estados. Quando o governo faz, por exemplo, uma mudança de alíquota de imposto de renda, e que nós apoiamos, nós estamos também comprimindo nossas receitas porque ele também compõe a cesta a ser distribuída para estados e municípios. Portanto, acho adequado que o governo possa dar alguns estímulos a setores importantes da economia brasileira, que são empregadores e que tem uma cadeia muito adensada. Mas acho que seria muito adequado que em cada momento em que o Governo Federal optasse por uma redução de IPI, por exemplo, que tem ocorrido, no momento da declaração, o ministro ou o Governo Federal dissessem: muito obrigado aos estados e municípios que estão contribuindo com essa isenção porque isso significa uma redução da transferência de recursos para esses entes federados.
Portanto, se a iniciativa é do Governo Federal, a responsabilidade e o efeito dessa iniciativa recaem sobre os estados e sobre os municípios. Acho que o Governo Federal não tem do que reclamar dos estados brasileiros, sendo em relação ao superávit primário que foi alcançado em boa parte graças ao esforço dos estados. Seja pelas gestões estaduais, de vários partidos, que são hoje efetivas e apresentam mais resultados até que no campo federal.
Então, acho que os estados e municípios têm sido parceiros muito importantes do Governo Federal, que vem acumulando recordes de arrecadação ao longo todos dos últimos anos, o que não tem correspondência na arrecadação dos estados e municípios.

A prorrogação da redução do IPI é acertada?
Acho que sim. Mostrou um efeito importante e acho que ganhamos na outra ponta. Apenas o que eu considero é que, ao invés de críticas, mesmo que indireta aos estados e municípios, cada vez que houvesse uma redução de IPI, o meu amigo ministro Guido Mantega podia dizer: muito obrigado aos estados e municípios que estão participando desse esforço.

Ouvidoria e associação dos servidores

Lúcio Urbano Silva Martins

Desde o advento do cristianismo, há 2 mil anos, somente na época atual surge o estado liberal democrático, maviosas considerações pelo cidadão, aquele pregando o amor ao próximo, este elencando e garantindo os direitos individuais. Ambos vieram pela luta, pelo martírio e pela conscientização perene. O estado liberal democrático, que substitui o rei pela lei, originou-se das guerras e do decurso do tempo. A Revolução Francesa criou o ideal de liberdade e de igualdade, berço incontrastável do Estado moderno, embora nos séculos 19 e 20 ocorreu o predomínio do totalitarismo. Com clareza, observa-se a luta do homem pela igualdade dos direitos. É momento, sempre momento, para louvar-se os heróis anônimos que empreenderam árdua luta, a ponto de alguns terem sido estirados na areia empapada de sangue, restando a memória avermelhada pelos morticínios. A luta ainda não terminou. Se se parar, o cidadão transformar-se-á em náufrago solitário no rochedo do estado, a ponto de tornar-se personagem de fábula esópica de Simônide submergido. É processo permanente, porque cultura não se improvisa, nem se materializa ideia sem peleja constante.

Não basta o elenco dos direitos e garantias individuais colocados nas constituições, mister que se criem instrumentos eficazes para efetivá-los. Entre tantos, vieram as ouvidorias públicas. Os ouvidores públicos constituem sério e válido meio de proteção dos direitos fundamentais, recebendo queixas, reclamações e críticas populares. De envolto, prestam-se a mostrar a indeclinável atuação do poder público, que então toma conhecimento de deslizes, de arbitrariedades e de atuações miúdas e ilegais. As ouvidorias mostram-se auxiliares permanentes e qualificadas na efetividade completa dos direitos individuais dos cidadãos. Bem colocou Habernas que o ombudsman configura-se como instituto de aprimoramento da democracia, pois permite a participação dos envolvidos no processo decisório da administração, garantindo os pressupostos constitucionais indispensáveis para a construção discursiva da opinião e da vontade, atuando como filtro destinado à legitimação das decisões (Direito e democracia, p. 184). E mais: o ombudsman instrumentaliza a conexão entre soberania popular e direitos fundamentais, já que o acesso dos interessados/afetados viabiliza, simultaneamente, o exercício da autonomia pública e a garantia da efetividade de seus direitos fundamentais (ob. cit, p. 165).

“Essa nova postura da gestão pública preocupa-se com a satisfação das necessidades dos usuários dos serviços públicos, criando canais de interlocução, ouvindo e dialogando permanentemente com todos os afetados, utilizando as informações para o aprimoramento de suas atividades, além de lançar mão de procedimentos de avaliação dos resultados” (Nassif, Diálogos sobre políticas públicas, p. 89). Moderno e válido instrumento de conquista democrática, afirmativa que se apoia em análise histórica, visto que as ouvidorias nasceram no crepúsculo vesperal das conquistas dos direitos individuais, desvinculadas, portanto, das algazarras do alvorecer, onde existem desestabilizações provocadas pelas crises das lutas populares. Louve-se, portanto, a iniciativa do governador Aécio Neves, pela criação da Ouvidoria-Geral do Estado, como aliás já criara a Ouvidoria Parlamentar, quando presidente da Câmara dos Deputados. Feliz o passo dos diversos ouvidores de Minas na criação da associação que os congregue, porque benfazeja a reunião de todos, visto que reunir é aperfeiçoar. Redescobre-se o comunitário e reafirma-se o social – o homem não é ilha.

O espírito associativo persegue objetivos comuns, defende interesses plurais, torna eficaz pelo ouvir e pelo agir, melhor servindo à humanidade, ganhando vitalidade do grupo, lutando pelo interesse aberto qualificando e dignificando as decisões comuns, em esforço de realizar a missão de qual a qual, revivendo esperanças, experimentando alegrias, garantindo respostas e urgindo soluções. O equilíbrio e a felicidade em vivenciar semelhante união na tarefa comum têm que se buscar na eterna verdade de estar centrados sobre si mesmos, capazes de se descentrar sobres os outros e supercentralizar sobre um maior do que todos, como bem observa Chardin. É reunindo que se aperfeiçoa; é aperfeiçoando, que se realiza; é realizando que se ganhará a concretização dos direitos e garantias individuais. Homens reunidos em associação assemelham-se à floresta, onde escampa a personalidade de qual a qual para formar a alma do todo, de tal modo que exista um só pensamento, uma só ação, pensamento único, nisso residindo a força da união vigorosa e compassada. Na floresta, as árvores recebem o calor do mesmo sol, a luz da mesma estrela, o alimento da mesma seiva, por isso forte, bela e robusta. E assim será, porque omnia sub lumine Dei!

Desembargador, ouvidor-geral do Estado
Artigo publicado originalmente pelo O Estado de Minas, em 30/06/2009

Link para assinantes: http://www.uai.com.br/EM/html/sessao_21/2009/06/30/interna_noticia,id_sessao=21&id_noticia=105449/interna

Momento virtuoso

José Policarpo G. de Abreu

A área de ciência, tecnologia e inovação cresceu bastante, não somente em Minas Gerais, mas no país como um todo. Recentemente, foi divulgado o grande salto na publicação de artigos em revistas indexadas. O Brasil passou de cerca de 20 mil artigos publicados para mais de 30 mil no último ano, de tal forma que subiu do 15º para o 13º lugar, ultrapassando potências como a Rússia e a Holanda, respectivamente. Minas teve papel de destaque nessa conquista, especialmente em função da firme atuação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig).

O apoio crescente às instituições de ensino e pesquisa do Estado está relacionado à alocação devida de recursos orçamentários: de 2004 a 2009, o orçamento da Fapemig foi multiplicado por dez. Os resultados dessa política governamental estão aí para quem quiser ver. O objetivo, agora, é uma melhora nos índices de inovação, amparados nas Leis Federal e Estadual de Inovação, e ainda no Decreto 44.784, que regulamenta o Fundo de Incentivo à Inovação Tecnológica (FIIT). Vale lembrar a criação da Gerência de Propriedade Intelectual, por meio da qual a Fapemig apoia inventores e orienta na transferência de tecnologia. Dessa forma, a agência tem se tornado vetor fundamental para o avanço de Minas não somente em ciência e tecnologia, mas também em inovação.

Nos próximos anos, a proposta da Fundação é consolidar seu crescimento e promover a internacionalização, transformando-a em uma agência também respeitada no exterior, uma vez que hoje ela já o é nacionalmente. Como exemplos recentes, podemos citar que o presidente da Fapemig passou a ser também o presidente do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e que a Fundação foi uma das primeiras FAPs a se tornar membro da Academia Brasileira de Ciências.

A política da atual direção é a de que só não será feito aquilo que não for legal. Tudo o que puder ser feito para o engrandecimento da ciência e tecnologia, bem como para a consolidação da inovação do Estado, será feito. O principal desafio é avançar a passos largos, porque é nosso objetivo, nossa meta, colocar Minas na liderança desse setor. Assim, estaremos colaborando para que o próprio país venha a se firmar como um dos líderes no contexto mundial.

Faz-se mister ressaltar que esse momento virtuoso da área de CT&I, com a ação firme e segura da Fapemig só foi possível porque o atual Governo do Estado reconheceu a importância do papel da fundação como agência indutora e, já pelo terceiro ano consecutivo, aplica 1% do orçamento do Estado na mesma. Antes, por melhor que fossem as ideias, era difícil implementá-las, pois não havia recursos para tal.

Portanto, é fundamental manter esta conquista, que levou duas décadas para ser efetivada. O preço desta conquista é a eterna vigilância. Mas, se conseguirmos demonstrar para a sociedade a importância desses investimentos em Ciência, Tecnologia e Inovação, a própria sociedade se incumbirá de cobrar do Governo, qualquer que seja ele, essa manutenção. Por fim, importante lembrar que o investimento em ciência, tecnologia e inovação não é “um caminho” para se enfrentar a crise mundial, mas “o caminho”, pois não há nada mais sólido que isso.

Diretor Científico da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais
Publicado originalmente pelo Hoje em Dia, em 30/06/2009 - Link para assinantes: http://www.hojeemdia.com.br/v2/index.php?sessao=33

O programa mais antigo do rádio brasileiro é de Minas Gerais.

A Hora do Fazendeiro é transmitida pela Radio Inconfidência, ligada à Secretaria de Estado da Cultura. Durante todos esses anos, o programa fez ouvintes fiéis.


URL: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/assistir_video.php?video=28062009120656hora do fazendeiro.wmv.

Projeto propõe Adicional de Desempenho para PM e bombeiros

O governador Aécio Neves encaminhou nesta segunda-feira (29) projeto de lei à Assembléia Legislativa que altera a Lei 5.301/1969, com a adoção do Adicional de Desempenho (ADE) como vantagem remuneratória para policiais militares e bombeiros, em substituição a outras vantagens que eram concedidas em função do tempo de serviço. Com esta proposta, caso seja aprovada, policiais militares e bombeiros passam a ser avaliados e remunerados da mesma maneira que o restante do funcionalismo público, de acordo com níveis de qualidade, eficiência e qualificação.


Íntegra da matéria:
http://www.agenciaminas.mg.gov.br/detalhe_noticia.php?cod_noticia=26558

segunda-feira, 29 de junho de 2009

PV e denúncias no Senado


Sobre o encontro.
Quero apenas dizer da minha alegria de estar recebendo aqui algumas das principais lideranças do Partido Verde, no Congresso Nacional, um partido que tem sido um aliado extraordinário do nosso governo, desde o seu início, e talvez tenha sido, de todos, o partido que mais cresceu nas últimas eleições.
O Partido Verde tem hoje uma responsabilidade extraordinária na introdução na agenda do Brasil da questão da sustentabilidade. Ter o PV na nossa base de apoio, participando do nosso governo, tem sido um privilégio e receber aqui hoje a visita dos parlamentares federais do PV demonstra que vivemos um momento de muito boa sintonia. Quero apenas de público deixar aqui minha palavra de muita alegria em tê-los aqui hoje e de muita honra de tê-los tido desde o início do governo como parceiro e a certeza de que teremos ainda uma parceria longa pelo futuro.

O senhor poderia falar sobre o que conversaram?
É óbvio que uma visita de um partido da importância do Partido Verde tem enfim uma sinalização também política, pelo menos, busca de troca de informações. Consolidamos aqui a importância da nossa aliança regional, que tem sido muito importante para nós e eu quero estar ao lado do PV para que ele continue crescendo em Minas Gerais e fizemos uma análise do quadro nacional onde percebemos muita sintonia entre nós, uma visão muito próxima do que o Brasil precisa viver.
É óbvio que estamos ainda num período distante das definições, mas eu recebo essa visita do PV como um gesto de aproximação extremamente importante.

O senhor sempre tem essa interlocução com as bancadas no Congresso Nacional. Como o senhor está vendo essa situação hoje no Senado e mais especificamente do presidente Sarney?
Eu já falei sobre isso o que eu tinha que falar. Acho que tem problemas sim, os problemas devem ser enfrentados e tenho convicção que o presidente Sarney saberá enfrentá-los. Tem história política para isso. Enfim, teve um papel muito importante no momento talvez mais importante das últimas décadas que foi a transição democrática. Sou até um pouco suspeito pelas relações que vocês conhecem que tenho com o presidente Sarney, mas acredito, tenho certeza que o Congresso precisa de reformas, precisa de uma reorganização interna e acho que o presidente Sarney saberá conduzir isso.

O senhor acha que ele precisa se afastar?
Eu sequer comento um assunto como esse. É um assunto da esfera do Senado da República.

Fonte:
www.psdb-mg.org.br/

O QUE UMA ESCRITORA HOLANDESA FALOU DO BRASIL

Os brasileiros acham que o mundo todo presta, menos o Brasil, realmente parece que é um vício falar mal do Brasil. Todo lugar tem seus pontos positivos e negativos, mas no exterior eles maximizam os positivos, enquanto no Brasil se maximizam os negativos. Aqui na Holanda, os resultados das eleições demoram horrores porque não há nada automatizado.Só existe uma companhia telefônica e pasmem!: Se você ligar reclamando do serviço, corre o risco de ter seu telefone temporariamente desconectado. Nos Estados Unidos e na Europa, ninguém tem o hábito de enrolar o sanduíche em um guardanapo - ou de lavar as mãos antes de comer. Nas padarias, feiras e açougues europeus, os atendentes recebem o dinheiro e com mesma mão suja entregam o pão ou a carne. Em Londres, existe um lugar famosíssimo que vende batatas fritas enroladas em folhas de jornal - e tem fila na porta. Na Europa, não-fumante é minoria. Se pedir mesa de não-fumante, o garçom ri na sua cara, porque não existe. Fumam até em elevador. Em Paris, os garçons são conhecidos por seu mau humor e grosseria e qualquer garçom de botequim no Brasil podia ir pra lá dar aulas de 'Como conquistar o Cliente'. Você sabe como as grandes potências fazem para destruir um povo? Impõem suas crenças e cultura. Se você parar para observar, em todo filme dos EUA a bandeira nacional aparece, e geralmente na hora em que estamos emotivos. Vocês têm uma língua que, apesar de não se parecer quase nada com a língua portuguesa, é chamada de língua portuguesa, enquanto que as empresas de software a chamam de português brasileiro, porque não conseguem se comunicar com os seus usuários brasileiros através da língua Portuguesa. Os brasileiros são vitimas de vários crimes contra a pátria, crenças, cultura, língua, etc... Os brasileiros mais esclarecidos sabem que temos muitas razões para resgatar suas raízes culturais. Os dados são da Antropos Consulting: 1. O Brasil é o país que tem tido maior sucesso no combate à AIDS e de outras doenças sexualmente transmissíveis, e vem sendo exemplo mundial. 2. O Brasil é o único país do hemisfério sul que está participando do Projeto Genoma. 3. Numa pesquisa envolvendo 50 cidades de diversos países, a cidade do Rio de Janeiro foi considerada a mais solidária. 4. Nas eleições de 2000, o sistema do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) estava informatizado em todas as regiões do Brasil, com resultados em menos de 24 horas depois do início das apurações. O modelo chamou a atenção de uma das maiores potências mundiais: os Estados Unidos, onde a apuração dos votos teve que ser refeita várias vezes, atrasando o resultado e colocando em xeque a credibilidade do processo. 5.. Mesmo sendo um país em desenvolvimento, os internautas brasileiros representam uma fatia de 40% do mercado na América Latina. 6. No Brasil, há 14 fábricas de veículos instaladas e outras 4 se instalando, enquanto alguns países vizinhos não possuem nenhuma. 7. Das crianças e adolescentes entre 7 a 14 anos, 97,3% estão estudando. 8. O mercado de telefones celulares do Brasil é o segundo do mundo, com 650 mil novas habilitações a cada mês. Na telefonia fixa, o país ocupa a quinta posição em número de linhas instaladas. 10. Das empresas brasileiras, 6.890 possuem certificado de qualidade ISO- 9000, maior número entre os países em desenvolvimento. No México, são apenas 300 empresas e 265 na Argentina. 11. O Brasil é o segundo maior mercado de jatos e helicópteros executivos. Por que vocês têm esse vício de só falar mal do Brasil? 1. Por que não se orgulham em dizer que o mercado editorial de livros é maior do que o da Itália, com mais de 50 mil títulos novos a cada ano? 2. Que têm o mais moderno sistema bancário do planeta? 3. Que suas agências de publicidade ganham os melhores e maiores prêmios mundiais? 4. Por que não falam que são o país mais empreendedor do mundo e que mais de 70% dos brasileiros, pobres e ricos, dedicam considerável parte de seu tempo em trabalhos voluntários? 5. Por que não dizem que são hoje a terceira maior democracia do mundo? 6. Que apesar de todas as mazelas, o Congresso está punindo seus próprios membros, o que raramente ocorre em outros países ditos civilizados? 7. Por que não se lembram que o povo brasileiro é um povo hospitaleiro, que se esforça para falar a língua dos turistas, gesticula e não mede esforços para atendê-los bem? Por que não se orgulham de ser um povo que faz piada da própria desgraça e que enfrenta os desgostos sambando. É! O Brasil é um país abençoado de fato.Bendito este povo, que possui a magia de unir todas as raças, de todos os credos. Bendito este povo, que sabe entender todos os sotaques.Bendito este povo, que oferece todos os tipos de climas para contentar toda gente.Bendita seja, querida pátria chamadaBrasil!! Divulgue esta mensagem para o máximo de pessoas que você puder. Com essa atitude, talvez não consigamos mudar o modo de pensar de cada brasileiro, mas ao ler estas palavras irá, pelo menos, por alguns momentos, refletir e se orgulhar de ser BRASILEIRO!!!

Aécio lidera intenção de votos

O governador Aécio Neves (PSDB) e o ministro das Comunicações, Hélio Costa (PMDB), lideram a intenção de voto como pré-candidatos ao governo federal e estadual, respectivamente, entre os eleitores de Uberlândia, de acordo com pesquisa do Instituto Veritá realizada entre os dias 10 e 13 deste mês. Foram aplicados 807 questionários estimulados (com os nomes dos possíveis concorrentes), com eleitores maiores de 16 anos e que residem há mais de um ano na cidade. A margem de erro é de 3,6% pontos percentuais para cima ou para baixo. Para presidente da República, duas hipóteses para candidato do PSDB foram consideradas nos questionários: uma com Aécio Neves e outra com o governador de São Paulo, José Serra. A diferença mais expressiva na intenção de voto apareceu quando Aécio Neves foi citado por 49,7% dos entrevistados que responderam à pergunta: “Se as eleições fossem hoje e os candidatos a presidente fossem estes, em qual deles você votaria?”. Em seguida vieram a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), com 23,3% das intenções de voto, o deputado federal Ciro Gomes (PSB), com 16,9%, e a ex-senadora e vereadora em Maceió Heloísa Helena (PSOL), com 10,1%.
José Cruz/ABR
... apareceu entre Aécio Neves e Dilma Rousseff
Com o governador paulista José Serra no lugar de Aécio Neves, os tucanos continuaram liderando a pesquisa. Serra teve o nome mencionado por 41,1% dos consultados que souberam responder à pergunta. Não houve alteração na ordem dos outros pré-candidatos.A ministra Dilma Rousseff, no entanto, subiu 5,1 pontos percentuais em relação à consulta que previa Aécio Neves como candidato. Contra Serra, ela teve 28,4% das intenções. Ciro Gomes caiu 0,2 ponto percentual e teve 16,7%, e Heloísa Helena, 9,8%, uma redução de 0,3 ponto percentual na comparação com a pesquisa que tinha Aécio Neves como candidato tucano. Os percentuais são referentes somente aos entrevistados que citaram nomes nas questões formuladas pelos pesquisadores.

Aécio Neves é o candidato preferido das mulheres
De acordo com o perfil do eleitorado baseado na análise de gênero, escolaridade, renda familiar e ocupação, os postulantes ao Palácio do Planalto do PSDB, que lideram as pesquisas separadamente, têm nichos eleitorais distintos em Uberlândia. O pré-candidato Aécio Neves tem mais ascendência entre mulheres (39,1%), com o ensino fundamental incompleto (40,9%), com renda acima dos dez salários mínimos (R$ 4.650) e entre assalariados informais (51,9%). José Serra tem mais apoio em Uberlândia entre homens (29,9%), com ensino superior completo (25,7%) e empregadores (35,7%). Aécio Neves e José Serra têm em comum faixa etária preponderante dos seus eleitores: pessoas com idade entre 45 e 59 anos.
Eleitorado masculino Seja na disputa com Aécio Neves ou José Serra, tanto Dilma Rousseff como Heloísa Helena têm mais eleitores do sexo masculino do que feminino em Uberlândia. Com Serra pré-candidato, a ministra da Casa Civil tem 22,9% dos eleitores homens e 14,2% mulheres, e a senadora Heloísa Helena, 4,4% contra 2,8%. Enfrentando Aécio Neves, 21,8% são propensos eleitores do sexo masculino e 13,5% do sexo feminino para Dilma Rousseff, e 8,1% de homens e 7,1% de mulheres que pretendem votar em Heloísa Helena.

Fonte: http://www.correiodeuberlandia.com.br/texto/2009/06/28/38404/aecio_lidera_intencao_de_votos.html

O Governador Aecio Neves escreveu texto para a Folha de São Paulo onde mostra os avanços da Segurança Publica em Minas Gerais.

Segurança, um novo paradigma
POUCOS PROBLEMAS desafiam tanto o Estado brasileiro quanto o avanço da violência e da criminalidade. Em Minas Gerais, enfrentamos -e estamos vencendo- um longo e penoso ciclo de agravamento da criminalidade violenta. Comparando 2008 com 2003, nos 853 municípios mineiros, os crimes violentos caíram 36%. Na capital, a redução chegou a 52%, e, nos 34 municípios da região metropolitana, onde vivem quase 5 milhões de pessoas, ela foi de 51%. Nos três primeiros meses deste ano, os crimes permaneceram em queda, retrocedendo a indicadores de uma década atrás.

Mais que uma meta, considero que atingimos um marco. O caminho para o recuo desses indicadores para níveis registrados em 1999 não é circunstancial, mas resultado de um investimento contínuo, sustentado por um conjunto de políticas públicas reunidas em um modelo responsável, inovador e ousado.

Avançamos como nunca ao integrar as ações das forças policiais, que passaram a trabalhar compartilhando informações, decisões, unidades físicas e operações de campo. O modelo tem como inspiração o Compstat, uma estrutura de gerenciamento policial adotada na década de 90 pela Prefeitura de Nova York, assim como experiência similar da cidade de Bogotá, na Colômbia. Foram criadas áreas integradas de segurança pública, que consolidam territorialmente a atuação conjunta das polícias Militar e Civil, tendo como vértices o foco na solução de problemas e a aproximação com as comunidades.
Na outra ponta, para combater o déficit crônico do sistema prisional, ampliamos em 373% o número de vagas, de 5.676 para 26.846, e investimos firmemente no modelo das Apacs (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados), em parceria com o Judiciário e as prefeituras.

Agora, ousamos mais uma vez mudar os paradigmas ao instalar a primeira parceria público-privada (PPP) penitenciária do Brasil, inspirada nos modelos em vigor no Chile e na Inglaterra. Além de reduzir a necessidade de investimentos diretos do Tesouro -grande obstáculo enfrentado pelos governos estaduais-, o formato representará um forte e rápido incremento na oferta de vagas, o que finalmente nos permitirá enfrentar a questão da superlotação e da desumanização das nossas prisões.
Nesse modelo, além de construir e manter as edificações, o parceiro privado presta serviços necessários para a efetiva ressocialização dos presos, como cursos de ensino médio e fundamental, oficinas profissionalizantes e serviços de saúde. Garante ainda condições de internação não degradantes, superando o estigma de presídios como meros depósitos de pessoas e autênticas escolas do crime.

A despesa mensal por preso permanecerá na mesma ordem de grandeza, e a remuneração do parceiro vincula-se ao cumprimento de metas estipuladas e objetivamente mensuráveis. Não privatizamos nem terceirizamos a gestão do setor. O Estado manterá integralmente suas responsabilidades constitucionais e, nas unidades prisionais, responderá pela direção, disciplina interna e segurança externa. A presença sólida e permanente do Estado é exatamente a condição necessária para a institucionalização de parcerias com a sociedade civil no setor público. Em Minas, elas são muitas. A diminuição dos crimes violentos é resultado direto da ação policial, mas claramente também do êxito das iniciativas empreendidas com o Centro de Estudos em Criminalidade e Segurança Pública da UFMG na elaboração de diagnósticos, das oficinas profissionalizantes com ONGs e Oscips, das associações de voluntários nas Apacs e, com empresas privadas, na oferta de vagas de trabalho para presidiários e ex-detentos.

A ampla reforma do sistema de defesa social em Minas atende e dá respostas a princípios e valores que estão na base do novo modelo de gestão do Estado -que, em Minas, chamamos "choque de gestão".

No conjunto de novos paradigmas, um deles é fundamental: o compromisso com a eficiência e a qualidade do gasto, o que tem permitido ao Estado recuperar seu protagonismo nas políticas públicas.

Estou convencido de que o modelo de PPP penitenciária apresentado por Minas renovará a presença do Estado na área da segurança. É mais um exemplo de que existem alternativas possíveis para lidar com os desafios que se apresentam para o país. Neste caso, podemos estar construindo uma nova realidade para os verdadeiros infernos prisionais hoje existentes, com os quais não temos o direito de nos acostumar.
AÉCIO NEVES, 49, economista, é governador do Estado de Minas Gerais. Foi deputado federal

Fonte: www.psdb-mg.org.br

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Por paz, Cruzeiro e Atlético-MG acertam clássicos com torcida única

Apesar de toda a rivalidade em campo, Cruzeiro e Atlético-MG fecharam um acordo nos bastidores para evitar brigas entre seus torcedores durante as partidas envolvendo a dupla. A partir deste Campeonato Brasileiro, apenas a torcida do clube que for mandante do clássico mineiro poderá entrar no estádio.

Dessa forma, no próximo dia 12, somente os torcedores do Cruzeiro terão direito a assistir no Mineirão ao clássico diante do Atlético-MG. Os alvinegros, por sua vez, ganharão este "privilégio" na partida do segundo turno, marcada para 10 de outubro, no mesmo estádio."Não tem outro caminho, pois chegamos ao limite. Apesar de Minas Gerais não ser o maior exemplo de violência entre torcedores no país, não temos outra opção", afirmou Alexandre Kalil, presidente do Atlético-MG."Essa é uma forma de a família voltar a assistir ao clássico. Com a torcida dividida, ninguém leva a mulher ou o filho. Por isso, faremos os jogos apenas com uma torcida", completou Eduardo Maluf, diretor de futebol do Cruzeiro.O dirigente cruzeirense, por sinal, irá se reunir com Bebeto de Freitas, diretor-executivo do Atlético-MG, na tarde desta sexta-feira. Os dois irão discutir os últimos detalhes para o anúncio oficial da adoção do esquema de torcida única nos clássicos entre os rivais mineiros.A última morte relacionada a uma partida entre Atlético-MG e Cruzeiro foi em fevereiro deste ano. Na ocasião, Lucas Anastácio Batista Marcelino, de 20 anos, faleceu após um confronto entre torcedores que aconteceu antes do clássico válido pelo Campeonato Mineiro

Contas do Governo do Estado relativas a 2008 são aprovadas pelo Tribunal de Contas

Por unanimidade, conselheiros confirmam que foram cumpridas exigências da Constituição e da Lei de Responsabilidade Fiscal


O Tribunal de Contas do Estado aprovou nesta quinta-feira (25/06), por unanimidade e sem ressalvas, a prestação de contas do Governo do Estado relativo ao exercício financeiro de 2008. Este foi o sexto ano consecutivo que as contas anuais do Estado são aprovadas, com reconhecimento ao cumprimento dos índices constitucionais e à Lei de Responsabilidade Fiscal.
Os conselheiros do Tribunal atestaram que o Estado investiu, em 2008, 28,86% da sua receita com Educação, ficando, portanto, acima dos 25% exigidos pela Constituição Federal. Na Saúde, o Governo de Minas também atendeu às exigências aplicando 12% em ações e serviços públicos de saúde.
A prestação de contas anual do Governo de Minas foi apresentada ao Tribunal de Contas e à Assembleia Legislativa do Estado no dia 31 de março. Após a emissão do parecer do Tribunal, será apreciada pelos deputados.
Em sua análise, os conselheiros verificaram a regularidade da execução orçamentária do Estado, além de avaliarem os resultados do desempenho das ações e programas do governo, em especial dos Projetos Estruturadores que compõem o Programa de Gestão Estratégica de Recursos e Ações do Estado (Geraes).
Neste ano, a prestação de contas foi ampliada, com a inclusão das ações desenvolvidas pelo Sistema Central de Auditoria Interna, da análise da compatibilidade entre o Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG), a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e a Lei Orçamentária Anual (LOA), além da análise do resultado primário e nominal.
Com relação às ações do controle interno, foram apresentados os principais trabalhos executados em 2008 pela Auditoria-Geral do Estado, inclusive com a adoção das recomendações feitas pelo Tribunal de Contas na prestação de contas do ano anterior.
A relatoria das contas do Estado foi feita pela conselheira Adriene Andrade, que recomendou a aprovação das contas e foi acompanhada pelos demais Conselheiros da Corte. A Auditoria do Tribunal e o Ministério Público Especial junto ao Tribunal de Contas também emitiram parecer favorável à aprovação das contas.



Esta matéria pode ser acessada também no seguinte link: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/detalhe_noticia.php?cod_noticia=26492

Vozes de Morro



Vozes de Morro resgata orgulho das comunidades
pobres de Belo Horizonte e Região Metropolitana


Para presidente do Servas, Andrea Neves, projeto para
divulgar novos artistas tem grande alcance social

A presidente do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), Andrea Neves, participou, nesta quinta-feira (25/06), no Palácio da Liberdade, do anúncio dos dez novos artistas selecionados para o projeto Vozes do Morro. Ao lado do governador Aécio Neves, ela deu boas-vindas aos artistas, todos eles moradores de vilas, favelas e aglomerados de Belo Horizonte e da Região Metropolitana. O Servas é um dos parceiros do Governo de Minas na execução do projeto, que tem o objetivo de divulgar o trabalho de artistas ainda desconhecidos do grande público. Os outros parceiros são o Sebrae-MG e emissoras de rádio e TV de Minas.
Andrea Neves explicou que os dez selecionados gravarão uma faixa musical, spots e um videoclipe que serão veiculados a partir de julho nas TVs e rádios que apoiam o programa. Ela disse que essa ação é muito importante para dar visibilidade ao talento dos novos artistas, mas afirmou que o alcance do Vozes do Morro é muito maior.
“Acredito que a música é um território livre, um território utópico onde todos somos iguais, onde nossos talentos são iguais. E nesse território, no território da utopia, podemos construir juntos a sociedade diferente que queremos construir. O que a gente vê aqui é a celebração de laços diferentes. As comunidades desses artistas hoje têm novos valores para se orgulhar. Tem novas referências para o seu dia-a-dia. Isso também é um desdobramento muito importante desse programa”, disse Andrea Neves, em entrevista.
O Vozes do Morro se preocupa também em preparar os artistas para administrarem a própria carreira. Segundo Andrea Neves, esse é outro diferencial do projeto. “O Sebrae inicia já no próximo dia 2, um curso chamado “Nosso Negócio é Musica” para dar a essas bandas e artistas o preparo profissional para iniciar sua carreira”, disse ela.

Quem participa
Podem se inscrever para participar do Vozes do Morro artistas solo e grupos musicais de vilas, favelas e aglomerados de Belo Horizonte e da Região Metropolitana que não tenham sido diretamente beneficiados por leis de incentivo fiscal nos últimos cinco anos. Cada candidato pode inscrever até duas músicas. Não são aceitos candidatos menores de 18 anos.


quinta-feira, 25 de junho de 2009

Chef espanhol conhece o projeto Chefs do Amanhã


O chef catalão Joan Borrás, do Restaurante Hostal Sant Salvador, ministrou palestra sobre o mercado gastronômico, sua trajetória e experiências no Centro Mineiro de Referência em Resíduos, em Belo Horizonte, onde conheceu hoje (24/06) a cozinha experimental do projeto Chefs do Amanhã. Com um currículo singular, Joan Borrás é proprietário do único hotel da Europa com apenas uma mesa. “Para não ter um ritmo de mais de 18 horas de trabalho e depois de ter me curado de um tumor, resolvi mudar tudo. Abdiquei da estrela Michelin e agora tenho mais qualidade de vida. Atendo três, quatro mesas por semana, faço palestras e estou escrevendo um livro ”, contou o chef,,,,,,


Aeroporto de Ituiutaba recebe melhorias através do Proaero

A Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) do Governo Aécio Neves, por meio do Programa Aeroportuário de Minas Gerais (Proaero), concluiu as obras de melhoria no aeroporto de Ituiutaba, no Triângulo Mineiro. Foram investidos R$ 300 mil, para correções de talude (morros) dentro do aeroporto.

Além deste investimento, o aeroporto de Ituiutaba já recebeu cerca de R$ 1,35 milhão, recursos também oriundos do Proaero. Os recursos foram destinados para melhorias e reformas, e conta com pista de pouso e decolagem com 1.800 metros por 30 metros, terminal de passageiros, taxiway, pátio de estacionamento para aeronaves, hangar, sinalização horizontal, balizamento noturno e estacionamento de veículos, que permitirá atender a demanda da aviação aérea regional e comercial, com vôos regulares de aeronaves de passageiros.

De acordo com secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Fuad Noman, a obra possibilitará novos investimentos e o desenvolvimento do comércio e das indústrias da região. “No Triângulo, a melhoria do aeroporto reflete na economia local, devido ao elevado potencial socioeconômico da região, além da expectativa de demanda acentuada por transporte aéreo regular”.

Desde 2003, o Governo de Minas investiu mais R$ 210 milhões no programa, beneficiando, entre outros, os aeroportos de Frutal (Triângulo Mineiro), Araxá (Alto Paranaíba), Oliveira (Centro-Oeste do Estado), Poços de Caldas (Sul de Minas), São João del-Rei (Campo das Vertentes), Diamantina (Vale do Jequitinhonha), Iturama (Triângulo Mineiro), Manhuaçu (Leste do Estado) e Ituiutaba (Triângulo Mineiro).

Mais investimentos

Para 2009, o Governo do Estado anunciou o início das obras de reforma e melhoramentos em oito aeroportos do interior do Estado. Os investimentos somam cerca de R$ 60 milhões, beneficiando os municípios de Capelinha (Vale do Jequitinhonha), Guaxupé (Sul de Minas), Ouro Fino (Sul de Minas), Lavras (Sul de Minas), Divinópolis (Centro-Oeste do Estado), Curvelo (região Central), Piumhi (Centro-Oeste do Estado) e Passos (Sul de Minas), todos com obra em andamento.

As obras serão realizadas com recursos do Proaero, cujo objetivo é dotar o Estado de uma rede de aeroportos de pequeno e médio porte, com o objetivo de impulsionar a aviação regional e sub-regional, melhorando as condições de transporte de carga e passageiros. Quando o programa estiver concluído, haverá a redução da distância média da sede de um município, por meio de rodovia pavimentada, a um aeroporto, de 94 quilômetros para 46,6 quilômetros.

A seleção dos aeroportos contemplados foi baseada na distribuição estratégica do Estado, na densidade populacional, nas melhorias previstas no Plano Aeroviário do Estado de Minas Gerais (Paemg) e nos pareceres das vistorias realizadas pelos técnicos do Comando da Aeronáutica e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), em parceria com os representantes do Governo de Minas.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Projeto Regresso garante contratação de ex-detentos em Minas Gerais.


O governador Aécio Neves assinou, na ultima terça-feira, dia 23, em parceria com a Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) e o Instituto Minas pela Paz, decreto que institui o Projeto Regresso. Criado no ano passado, o projeto é mais uma iniciativa do Governo Aécio Neves para reintegração à sociedade de egressos do sistema prisional mineiro. O evento contará com a presença do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes.
Por meio de parceria com empresas integrantes do Instituto Minas Pela Paz, o Projeto Regresso disponibilizará vagas no mercado de trabalho a ex-detentos que cumpriram penas nas penitenciárias, presídios e Associações de Proteção e Assistência aos Condenados (Apacs).
Após o evento no Palácio da Liberdade, o governador e o ministro Gilmar Mendes fizeram uma visita ao Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente Autor de Ato Infracional (CIA-BH).
Co-gerenciado pela Secretaria de Estado de Defesa Social, Ministério Público, Vara da Infância e Juventude e pela Divisão de Orientação e Proteção à Criança e ao Adolescente, da Polícia Civil, o centro permite que adolescentes em conflito com a lei, após serem apreendidos pela polícia e ouvidos na delegacia especializada, sejam levados imediatamente à presença do promotor e juiz da Infância e Juventude, com acompanhamento da Defensoria Pública.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Minas Gerais tem saldo positivo na criação de empregos

Foram criados 37.518 novos postos de trabalho com carteira assinada, em Minas Gerais, no mês de maio de 2009, o que representa um crescimento de 1,1% e, em números absolutos, o segundo melhor resultado do Brasil nesse mês. A maioria dos empregos, cerca de 32 mil, foi no interior do Estado. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), divulgados nesta segunda-feira (22). Também nos cinco primeiros meses do ano, informa o Caged, Minas Gerais acumula um saldo positivo. Foram admitidos 789.666 e desligados 754.816 trabalhadores, o que representa uma variação de 1,02%. Em 12 meses, o saldo é de 20.742 novos postos de trabalho e crescimento de 0,63%. Os números confirmam que o cenário econômico está melhorando, depois do agravamento da crise financeira internacional, a partir de setembro do ano passado.


Leia mais em Caged aponta crescimento do emprego no interior de MG

Minas Gerais fortalece o transporte em saúde


Municípios mineiros integrantes do Sistema Estadual de Transporte em Saúde (Sets) receberam, nesta sexta-feira (19), um reforço para o transporte de pacientes: 177 ambulâncias foram entregues com o objetivo de melhorar a vida da população residente em cidades pequenas que precisam se deslocar para as cidades- pólos.

A iniciativa faz parte do Sets que foi planejado para assegurar um dos preceitos fundamentais do Sistema Único de Saúde (SUS), que é a garantia do acesso aos serviços de saúde por meio de transporte eficiente e humanizado. O serviço, que já está na quarta fase de implantação, já investiu R$ 75 milhões para aquisição de veículos.

Os veículos do Sets tem o valor unitário de R$ 54.695,00 e são equipados com uma maca, um suporte para oxigênio, um banco para acompanhante e um reversor de corrente que possibilita agregar equipamento elétrico.

Presente na entrega, o secretário de Estado de Saúde, Marcus Pestana, explicou que a maior parte dos municípios de Minas possui menos de 10 mil habitantes, por isso não é possível manter serviços de média e alta complexidade em cada cidade, já que a infra-estrutura e os recursos humanos ficariam ociosos.

A forma mais eficiente de oferecer os procedimentos necessários a toda população é organizar uma rede em que as cidades que dispõem de mais estrutura oferecem assistência às menores. “Para que essa rede funcione bem devemos ter um sistema de transporte em saúde eficiente e seguro. Por isso o Sets é o eixo de organização da atenção a saúde, possibilitando o exercício da cidadania ao proporcionar o acesso do cidadão”, ressaltou o secretário.

Dignidade

O deputado estadual e presidente da Comissão de Saúde da Assembléia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Carlos Mosconi, destacou que a ambulância representa um aprimoramento do sistema de transporte. “Esse veículo significa dignidade, competência e profissionalismo, integrada a uma política mais ampla de saúde”, disse.

Da mesma forma, o prefeito de Divinópolis, Vladimir Faria, pontuou que o recebimento das ambulâncias não representa apenas a entrega de um veículo. “Esse ato significa a integração do município à política de saúde do Estado,” frisou.

Para Pestana, a entrega de veículos não elimina a responsabilidade dos municípios. “É necessário, cada vez mais, que cada gestor invista na atenção primária como forma de promover o bem-estar da população,” explicou.

Opinião compartilhada pelo prefeito de Congonhas, Anderson Cabido, que representando os demais prefeitos recebeu simbolicamente a chave das ambulâncias. “A atenção primária deve ser fortalecida nos municípios. Agora, quando precisarmos de acesso a serviços de média e alta complexidade, teremos disponível um sistema de transporte de qualidade,” falou.

Durante a cerimônia, os prefeitos presentes destacaram a importância da ambulância para um transporte melhor e mais humanizado aos pacientes do SUS. É o caso do prefeito de Sabinópolis, Geraldo dos Santos, e o Prefeito de Igaratinga, Fábio Alves.

Para realização da quarta fase do Sets, iniciada em 2009, foram investidos R$ 42 milhões, o que beneficia mais 258 municípios mineiros. Isto significa que mais de 3,7 milhões de pessoas poderão ter acesso aos serviços de transporte. Nas três primeiras etapas de implantação do Sets, Minas investiu R$ 33 milhões e beneficiou 232 municípios.

Histórico

A primeira experiência do Sets aconteceu em Juiz de Fora, na Zona da Mata, por meio Agência de Cooperação Intermunicipal de Saúde do Pé da Serra (Acispes). Com a parceria do Governo de Minas, foram adquiridos oito microônibus para transporte eletivo de pacientes e dois caminhões para coleta de resíduos de serviço de saúde, totalizando um investimento de R$ 1,5 milhão e cerca de 100 mil pessoas atendidas nas microrregiões de Juiz de fora e Santos Dumont.

Em 2006, mais dois módulos foram implantados no Estado nas microrregiões de Montes Claros e São João Del Rei, facilitando a vida de cerca de 450 mil habitantes em 23 municípios mineiros, tendo sido investido aproximadamente R$ 3 milhões.

Na segunda fase do Sets, em 2007, mais de 70 municípios em seis microrregiões de Minas foram beneficiados, com um investimento de cerca de R$ 13,1 milhões. Foram contempladas as microrregiões de Janaúba, Mantena, Ponte Nova, São João Nepomuceno/Bicas, Campo Belo, Santo Antônio do Amparo e Águas Formosas, atendendo cerca de 770 mil habitantes.

A terceira fase, que teve início em 2008, contemplou mais de 1,4 milhão de habitantes em 123 localidades, com um investimento de R$ 15 milhões. Todas as microrregiões do Norte de Minas e Vale do Jequitinhonha foram contempladas, sendo elas: Brasília de Minas, Januária, Salinas/Taiobeiras, Francisco Sá, Coração de Jesus, Pirapora, Diamantina, Minas Novas, Itaobim e Araçuaí. Também foi contemplada a microrregião de Viçosa, no Leste mineiro.

Em 2009, nesta quarta fase, foram investidos R$ 42 milhões, o que beneficia mais 258 municípios mineiros. Isto significa que cerca de 3,7 milhões de pessoas poderão ter acesso aos serviços de transporte.


Esta matéria pode ser acessada também no seguinte link: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/detalhe_noticia.php?cod_noticia=26385

sexta-feira, 19 de junho de 2009

RECONTAGEM DE TUCANOS

Antes das prévias para a escolha do candidato do partido a disputar a presidencia da República no ano que vem, PSDB decide Fazer recadastramento de filiados nos estados

O PSDB tem hoje 1,1 milhão de filiados, mas há estados que estes dados não estão atualizados, a previsão é de que se leve três meses para convocar os filiados.


Fonte: Jornal Estado de Minas


Saiba mais: https://www2.psdb.org.br/noticias.asp?id=40101

BH teve queda de 23% em casos de furto e roubo de veículos


O Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) e a Delegacia Especializada de Investigação de Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DEIFRVA) divulgaram, nesta quinta-feira (18), uma queda de 23% no número de ocorrências de furtos e roubos de veículos verificada em Belo Horizonte. O dado refere-se à comparação entre os anos de 2007 e 2008. Na ocasião, foram apresentados também os dados referentes ao primeiro trimestre deste ano

Os números levantados pela Polícia Civil foram consolidados pelo Centro Integrado de Informações de Defesa Social (Cinds), da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds). Em 2008, a DEIFVRA registrou 5.962 furtos/roubos de veículos na capital. Desse total, 1.289 ou 22% ocorreram na região Noroeste; 1.242 (21%) na região Sul; 1.161 (19%) em Venda Nova; e 719, o equivalente a 12% na região Leste.

De acordo com a pesquisa realizada pela Delegacia Especializada, a incidência deste tipo de delito teve uma redução de 23% no ano passado comparado a 2007, quando foram computados 7.801 casos. Do total registrado em 2008, 27% foram tipificados como roubo e 73% como furto. Os dados revelaram ainda que veículos fabricados entre 1991 e 1999 despertam mais interesse dos criminosos, correspondendo a 2.152 ou 36% das unidades roubadas ou furtadas.

Veículos fabricados entre 2005 e 2008 correspondem a 27% do total subtraído, seguido dos fabricados entre 2000 a 2004 (1.374) e dos produzidos até 1990, com 840 unidades. Muitos proprietários acreditam que o fato de veículos antigos circularem menos na capital os torna menos visados. Porém esses carros são roubados ou furtados para desmanche.

Durante a abertura da coletiva, o chefe do Detran-MG, delegado Oliveira Santiago Maciel, destacou que o trabalho integrado de investigação e repressão, desenvolvido com a Polícia Militar e demais unidades especializadas, é responsável pelo impacto positivo nos índices de repressão à criminalidade.

Uma pesquisa detalhada, com gráficos e tabelas, revelou o número de ocorrências por região, horário, dia da semana, cor, ano de fabricação e modelo de veículo. Informações sobre inquéritos instaurados, prisões em flagrante, veículos com suspeita de clonagem e as principais operações realizadas pela DEIFRVA também foram abordados pelo titular da Delegacia Especializada, delegado Ramon Sandoli de Aguiar Lisboa.

Para que o roubo e furto de veículos diminua ainda mais, Sandoli orientou os proprietários a ter mais atenção ao parar em determinados locais, observar se não há objetos à vista no interior do veículo, evitar estacionar em locais muito escuros e, caso possível, realizar a instalação de dispositivo de segurança.

Ele afirmou que a grande concentração de comércio, escolas, residências sem garagem e vias de acesso rápido às rodovias são fatores que posicionaram a região Noroeste em primeiro lugar no ranking de ocorrências. A redução deste tipo de delito na capital, por outro lado, se deve à política de enfrentamento à criminalidade que privilegia o uso da inteligência, adotada pelo sistema de Defesa Social.

Em 2008 foram instaurados 424 inquéritos policiais na DEIFRVA, relatados outros 545 e lavrados 221 Autos de Prisão em Flagrante Delito. A unidade, que atendeu 3.183 pessoas e realizou 1.453 oitivas, fez 1.455 vistorias em veículos, no período de maio a dezembro do referido ano.

O índice de recuperação de veículos também foi positivo, em 2008, comparado ao ano anterior. Um total de 3.338 veículos foi recuperado, contra 818 registrados em 2007. O número equivale a um aumento de 308%. O titular da DEIFRVA atribuiu a evolução à criação do Pátio Seguro, que garantiu agilidade no processo. “Através do vínculo criado com a Delegacia, o veículo recuperado é encaminhado ao pátio, vistoriado e restituído ao dono o mais rápido possível”, contou. No site http://www.patioseguro.com.br/ é possível cadastrar o veículo roubado ou furtado e acompanhar a consulta de apreendidos. Caso o veículo esteja no pátio, o proprietário pode se identificar para que a Central de Atendimento entre em contato e o oriente sobre os procedimentos para a retirada.

Outra modalidade de crime que mereceu atenção da delegacia especializada foi a clonagem. Cerca de 860 casos de suspeita de clonagem na capital já foram registrados até o momento. De acordo com Ramon Sandoli, cerca de 70% das autuações desses veículos são referentes a infrações cometidas fora de Belo Horizonte, inclusive em outros estados. O delegado afirmou que este é um dos principais fatores que deve chamar atenção do proprietário para registro da ocorrência de suspeita de clonagem. “Personalizar o veículo com adesivos ou algum detalhe é um dos cuidados que os donos podem ter para que a identificação seja realizada mais facilmente”, sugeriu.

Primeiro Trimestre 2009

Nos três primeiros meses do ano, 1.527 veículos foram roubados/furtados em Belo Horizonte, contra 1.584 ocorrências registradas no mesmo período em 2008. O comportamento observado durante esses meses reflete tendência de redução, verificada em 2008. Apenas em janeiro deste ano, o número de veículos roubados/furtados (503) superou as ocorrências de 2008 (438). Em fevereiro e março, foram registrados 477 e 547 casos, números ligeiramente inferiores aos de 2008, 575 e 571, respectivamente. A recuperação de veículos roubados/furtados, por sua vez, apresentou queda com o registro de 654 veículos contra 842 recuperados no ano anterior.


Esta matéria pode ser acessada também no seguinte link: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/detalhe_noticia.php?cod_noticia=26359

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Aecio inaugura em Belo Horizonte o PLUG MINAS




Centro de formação e experimentação digital vai capacitar jovens mineiros em
novas tecnologias aplicadas a atividades ligadas às artes e gestão de negócios


O governador Aécio Neves inaugura, nesta quarta-feira (17/06), o Plug Minas, um centro de formação e experimentação digital para jovens com idade entre 15 e 24 anos matriculados na rede estadual de ensino. Os estudantes serão capacitados para usar a mais avançada tecnologia da era digital aplicada em atividades ligadas às artes e à gestão de negócios, numa concepção inovadora de formação e qualificação profissional no país. O Plug Minas foi criado para aumentar as chances de trabalho e participação dos jovens mineiros na sociedade.
O centro foi instalado em uma área de 67 mil metros quadrados no bairro Horto, onde funcionou a antiga Febem. O Governo de Minas está investindo R$ 15 milhões nas obras de reforma, ampliação e modernização dos 15 prédios que existiam no terreno e que agora passam a abrigar os núcleos de atividade do Plug Minas.
Cada núcleo dará prioridade a uma área específica da cultura digital. Os jovens terão livre acesso à internet e chance de aprender a usar ferramentas da web na produção de vídeos e áudios. Eles terão aulas de design gráfico e de empreendedorismo voltadas para os desafios da micro e pequena empresa no mercado virtual. Aprenderão também cenografia, som e iluminação digital usados no teatro, na dança e em espetáculos musicais.

Primeiros núcleos
O primeiro núcleo a entrar em atividade é o Valores de Minas, que desenvolve oficinas de artes desde 2005 e passará a contar a partir de hoje com toda a estrutura do Plug Minas. Hoje começa a funcionar também no Plug Minas o projeto especial Micronações, que trabalha junto aos jovens noções de identidade, valores, símbolos e nação. No segundo semestre será instalado a Oi Kabum!, Escola de Arte e Tecnologia, oferecendo formação em linguagem multimídia. A Oi Kabum! tem a parceria da Oi Futuro.
Este ano o Plug Minas atenderá mil jovens e a expectativa é que o público beneficiado chegue a 8 mil à medida que novos núcleos forem implantados. Os núcleos serão mantidos por parceiros do Governo de Minas na iniciativa privada. Já assinaram convênio Oi Futuro, Instituto Unibanco, Sebrae e Instituto Cultural Sérgio Magnani, responsável pela gestão operacional do Plug Minas. O Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) é parceiro no núcleo Valores de Minas.

Como participar
No primeiro ano de atividade as vagas nos núcleos do Plug Minas foram abertas para estudantes das escolas participantes do programa Escola Viva, Comunidade Ativa, do Governo de Minas. As inscrições serão sempre realizadas ao final de cada ano letivo. O aluno interessado deve preencher ficha de inscrição, disponibilizada na própria escola. No caso de alunos menores de 18 anos, a inscrição deve ser acompanhada por uma declaração dos pais ou responsáveis legais, concordando com sua participação no projeto.
A seleção dos candidatos será feita pela Comissão de Seleção do Plug Minas, formada por educadores e professores que atuam nos núcleos. Os alunos farão avaliação escrita de conhecimentos gerais, com ênfase em conteúdos relacionados à cultura digital. Os aprovados passarão por uma entrevista individual.
Os selecionados devem fazer matrícula até meados de fevereiro do ano de sua participação. Cada aluno poderá participar de apenas um núcleo por vez, otimizando a quantidade de jovens atendidos pelo Plug Minas.

Valores de Minas
O Governo de Minas lançou o Valores de Minas há quatro anos em parceria com o Servas e o programa vem se consolidando como uma das ações de maior êxito voltada para jovens. A proposta é oferecer capacitação artística a alunos de escolas estaduais nas áreas de teatro, circo, dança, música e artes plásticas. Funcionando como núcleo do Plug Minas novas possibilidades se abrem para os jovens, como por exemplo, a oportunidade de aprenderem iluminação digital para usarem nos espetáculos que montam e exibem ao final de cada ano. Em 2009, o núcleo Valores de Minas está atendendo a 570 jovens.

Micronações
O projeto Micronações atende 140 estudantes de quatro escolas estaduais localizadas na Zona Leste de Belo Horizonte. Ao longo do ano, os estudantes criaram 30 bandeiras, cada uma representando um bairro da região, que foram reproduzidas por costureiras e bordadeiras do bairro Alto Vera Cruz e do Grupo Cultural Meninas de Sinhá. Com o Plug Minas o projeto entrou no universo digital. Os alunos criaram um jogo para a internet que tem como base as bandeiras por eles criadas.

Oi Kabum!
A Oi Kabum! Escola de Arte e Tecnologia entra em atividade no segundo semestre, atendendo 100 aluno e oferecendo cursos de desing, computação gráfica, vídeo e fotografia nos mesmos moldes das unidades já em atividade no Rio e em Recife. A escola conta com os mais modernos equipamentos e usa métodos inovadores de educação, profissionalização e mobilização dos jovens. Os estudantes formados pela escola terão chances de integrar a Kabum! Novos Produtores, agência de comunicação que também funcionará no Plug Minas, prestando serviços no campo de tratamento da imagem.
Para 2010, mais dois novos núcleos estão previstos: o núcleo de Empreendedorismo Juvenil e o Amigo do Professor que, juntos, vão atender 1.020 jovens e educadores.

Amigo do Professor
O núcleo Amigo do Professor tem a parceria do Instituto Unibanco. Trata-se de um laboratório onde o professor poderá testar e divulgar conceitos, métodos e tecnologias inovadoras aplicadas à educação. Serão atendidos 840 professores em atividades presenciais. Outros professores poderão participar por meio das redes virtuais.

Núcleo de Empreendedorismo Juvenil
O núcleo de Empreendedorismo Juvenil tem o Sebrae como parceiro e o objetivo é formar jovens na área de gestão de empresas. O núcleo atenderá 180 jovens e desenvolverá o projeto “Empresa Simulada”, um laboratório que visa preparar o aluno para desafios da administração da micro e pequena empresa no mercado virtual.

Outros núcleos
Outros núcleos serão instalados à medida que novas parcerias forem firmadas. Um desses núcleos é o Centro Vocacional Tecnológico (CVT) Plug Minas. O CVT é um projeto do Governo de Minas em parceria com a União que tem o objetivo de facilitar acesso gratuito ao computador, promovendo a inclusão social e ao mercado de trabalho. Já foram inaugurados 41 Centros Vocacionais Tecnológicos em Minas.
O CVT está sendo adaptado para tornar-se um núcleo do Plug Minas voltado para a qualificação de professores da rede pública de ensino na área de informática e de jovens no ensino de idiomas on line, com a criação do Laboratório de Culturas do Mundo.
Outros projetos que deverão ser instalados no Plug Minas são a Academia de Esportes Virtuais, os núcleos de Criação e Design, das Cidades, Arte e Tecnologia, Caminhos do Futuro e um núcleo de formação de jovens na área de desenvolvimento de jogos digitais em parceria com a PUC Minas.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/

Fundo Estadual de Cultura recebe inscrições de projetos

O edital 2009 do Fundo Estadual de Cultura (FEC), mecanismo de fomento voltado prioritariamente para o interior, já está recebendo inscrições. O prazo para apresentação de projetos a serem beneficiados pela modalidade ‘Liberação de Recursos Não Reembolsáveis’ é até 17 de julho. Já para o ‘Financiamento Reembolsável’, as inscrições podem ser feitas entre os dias 1º e 10 de cada mês, até a publicação do próximo edital, em 2010.

O FEC é instrumento de apoio destinado a projetos que, tradicionalmente, encontram mais dificuldades de captação de recursos no mercado. O seu objetivo é o de estimular o desenvolvimento cultural nas diversas regiões do Estado. Os projetos aprovados vão desde a edição e distribuição de livros, edição de DVD's, produção de CD's, à construção e reforma de cinemas e compra de equipamentos para estúdio musical e preservação e divulgação do patrimônio histórico e cultural. O edital está disponível no site da Secretaria de Estado de Cultura (SEC).


Esta matéria pode ser acessada também no seguinte link: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/detalhe_noticia.php?cod_noticia=26304

Índice de criminalidade violenta em Governador Valadares reduz em mais de 30%

Os índices de criminalidade violenta (ICV) da 8ª Região Integrada de Segurança Pública (RISP/ Governador Valadares) apresentaram queda significativa no período entre 2006 e 2009. A redução coincide com a data da implantação da metodologia de Integração de Gestão em Segurança Pública (Igesp) no município. Nos meses de janeiro a maio de 2007 a redução chegou a 13,88%, se comparado ao mesmo período do ano anterior. Em 2008, a diminuição chegou a 18,43% em relação a 2006. Já em 2009 foi ainda maior, com queda de 31,6% também em comparação com 2006. Entre os crimes violentos, destaca-se a redução no número de homicídios, que baixou cerca de 50% de 2006 para 2008.

Os números foram apresentados nesta terça-feira (16), segundo dia do Seminário Regional da 8ª Região Integrada de Segurança Pública, realizado em Governador Valadares, no Leste de Minas. Para a superintendente de Integração da Secretaria de Estado de Defesa Social, Geórgia Ribeiro, a tendência é de queda da criminalidade à medida que as polícias vão se familiarizando com a política de integração proposta pela Seds. “A redução no número de homicídios reflete bem isso. Trata-se de uma meta do Igesp que foi cumprida. O objetivo agora é estender essa experiência para o enfrentamento do tráfico e crimes contra o patrimônio”, afirmou a superintendente.

O comandante da 8ª RISP, coronel Cícero Nunes Moreira, já estuda estratégias para combater estes crimes. “As ações incluem treinamento de analistas criminais, organização dos serviços de prevenção, mapeamento de gangues nas chamadas zonas quentes de conflito e um número maior de reuniões com a polícia civil para discutirmos o problema”, antecipa Nunes.

Integração

O chefe da Polícia Civil de Governador Valadares, Paulo Dettogni, lembrou que somente em 2009 foram concluídos e encaminhados 1.375 inquéritos policiais à Justiça. “Temos feito um trabalho integrado com a PM e obtido excelentes resultados. Mais de 1.300 inquéritos concluídos é um número significativo”, disse.

Também inserido no contexto de integração, o comandante do Corpo de Bombeiros do município, major Primo Lara de Almeida Júnior, disse que o trabalho da corporação avançou muito após a implantação do Igesp. Ele anunciou novidades para as ações dos bombeiros. “Implantação de pontos de base em locais de maior índice de acidentes durante feriados prolongados, realização de palestras e medidas de incentivo à formação de novas brigadas para auxiliar vítimas de acidentes com primeiros socorros até a chegada dos bombeiros são itens que estão sendo preparados”, ressaltou.

A aproximação com o poder judiciário também foi ressaltada pelos representantes da RISP como ferramenta de combate à criminalidade. “Temos a responsabilidade de cuidar do povo de Governador Valadares e faremos isso de forma melhor se trabalharmos juntos. Somos diferentes, mas podemos ter objetivos comuns, cada um no seu papel, mas atuando de forma conjunta”, afirmou o coronel Cícero.

Após a apresentação dos representantes da RISP, o público presente participou de uma mesa temática sobre o enfrentamento do homicídio no município e, em seguida, assistiu palestra sobre os fundamentos e pressupostos do modelo Igesp. O encerramento do evento acontece nesta quarta- feira (17), com mesas temáticas sobre conceitos e operacionalização da metodologia de integração.


Esta matéria pode ser acessada também no seguinte link: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/detalhe_noticia.php?cod_noticia=26293